PENISCOPIA

O que é um exame de Peniscopia?

Peniscopia é um exame que ajuda na detecção de infecções por HPV no pênis.

É realizado no próprio consultório e não necessita de anestesia, pois é indolor. Um pequeno botão anestésico será necessário somente quando há indicação de biópsia.

A PENISCOPIA consiste em observar não somente o pênis, mas também da bolsa escrotal, períneo e áreas anais com o auxílio de uma lupa dermatológica (ou de um colposcópio), após a aplicação de ácido acético a 5%.

O colposcópio é um aparelho dotado de uma grande lente de aumento e iluminação adequada para avaliação colo do útero, mas que acabou estendendo seu uso aos parceiros de mulheres com infecção por HPV. 

O objetivo da peniscopia é identificar pequenas lesões ou lesões subclínicas, que poderiam passar despercebidas a olho nu.

Indicações da Peniscopia: uma controvérsia

As indicações da peniscopia ainda é um assunto muito controverso.

Há quem defenda a ideia de indicar a peniscopia apenas quando o paciente apresenta lesões visíveis pelo HPV. Outros acreditam que todos os parceiros de mulheres com doença relacionadas ao HPV deveriam ser examinados.

Alguns especialistas questionam o valor da peniscopia em homens sem lesões macroscopicamente visíveis, enquanto outros sugerem que os homens cujas parceiras têm doença relacionada com o HPV deveriam sempre ser examinados.

O exame da genitália masculina com amplificação e iluminação adequada, irá permitir a identificação de mais lesões, quando comparado com o exame a olho nu. 

Porém, estudos não mostram que o uso da peniscopia diminua a taxa de câncer genitais em homens ou diminua a recorrência de lesões em suas parceiras sexuais.

Homem tem baixo risco de desenvolver câncer de penis

Embora a infecção por HPV no pênis seja muito comum e os tipos de HPV de alto risco sejam associados ao câncer do pênis, o homem não têm alto risco de desenvolvimento deste câncer.

Segundo o Ministério da Saúde, no Brasil, o câncer de pênis representa 2% de todos os tipos de câncer que atingem os homens.

Os homens têm um risco muito mais baixo de desenvolver câncer relacionado com HPV do que suas parceiras mulheres.

Sintomas da infecção por HPV no homem

Os homens podem apresentar várias manifestações clínicas da infecção por HPV.

Condilomas (que são as verrugas) podem aparecer no pênis, meato uretral, na bolsa escrotal, no ânus ou região púbica.

As lesões podem ser verrucosas e visíveis a olho nu, ou podem ser planas e visíveis apenas depois da aplicação de ácido acético a 5%.

O vírus pode também estar em sua forma latente, sem sinais ou sintomas clínicos.

Ou seja, o homem pode ter o vírus e não apresentar qualquer lesão.

Teste de HPV no homem

Segundo as diretrizes do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) de 2015, os parceiros de mulheres infectadas pelo HPV não precisam ser testados pata HPV. Esses parceiros não têm indicação para realização de captura híbrida ou PCR para HPV de alto risco. Isso porque os benefícios desses resultados não são claros.

A infecção por HPV em homem tem menos consequências para a saúde que em mulheres. Não há consenso, sobre a necessidade de avaliar todos os parceiros masculinos das mulheres com condiloma ou neoplasia intraepitelial cervical (NIC). Entretanto, o exame de peniscopia pode ajudar a diagnosticar e tratar lesões associadas ao HPV em homens.

REFERÊNCIAS:

Apgar B., Brotzman G., Spitzer M. Colposcopia: Princípios e Prática. Atlas e Texto. Segunda edição. Capítulo 24. 483-496.

Centers for Disease Control and Prevention (CDC). Sexually Transmitted Diseases Treatment Guidelines, 2015.  MMWR / June 5, 2015 / Vol. 64 / No. 3 

Sobre o author

Dra. Flávia Menezes

Dra. Flávia Menezes é Médica formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) desde 1996 e especialista em Ginecologia, Obstetrícia e Patologias do Trato Genital Inferior (Colposcopia, Vaginoscopia e Vulvoscopia).