Em outubro de 2018, a Food and Drug Administration (FDA) aprovou o uso da vacina para homens e mulheres entre 9 e 45 anos de idade. Assim, qualquer pessoa com idade entre 9 e 45 anos pode ser vacinada. 

A FDA apenas licencia uma vacina se ela é segura, eficaz e os benefícios superam os riscos.

Posso tomar a vacina do HPV?

A resposta é sim.

Porém você deve saber que essa vacina tem ação apenas preventiva.

Ainda não foi demonstrado efeito nas infecções pré-existentes ou na doença clínica estabelecida. A vacina não é utilizada para o tratamento das verrugas vulvares (condiloma), NIC 1, NIC 2, NIC 3 ou câncer de colo.

A vacina não impede a progressão da infecção pelo HPV para a doença, não diminui o tempo ou a eliminação da infecção pelo HPV e nem trata as doenças relacionadas ao HPV.

Alguns adultos expostos anteriormente ao vírus já desenvolveram imunidade natural contra o HPV. Desta forma a vacinação não irá trazer benefícios. 

A maioria dos adultos sexualmente ativos foi exposta a alguns tipos de HPV, embora nem sempre a todos os tipos de HPV existentes na vacina.

A vacina tomada nesse momento irá proteger a mulher ou o homem, contra novas possíveis infecções pelo HPV. 

Outra vantagem da vacina nesse momento é que os anticorpos produzidos naturalmente após uma infecção por HPV, podem não durar para o resto da vida. E a quantidade de anticorpos produzidos por estímulo da vacina é maior do que por infeção natural.

Para quem é recomendada a vacina do HPV?

O Comitê Consultivo para Práticas de Imunização (ACIP) recomenda rotineiramente a vacinação contra o HPV para meninas e meninos com 11 ou 12 anos de idade; a vacinação pode ser dada a partir dos 9 anos de idade. 

Em junho de 2019, o ACIP recomendou a vacinação contra HPV para todos os homens e mulheres com até 26 anos de idade. 

Tenho mais de 26 anos. Posso tomar vacina do HPV?

Vacinação do HPV

O Advsory Committee on Immunization Practices (ACIP) não recomendou a vacinação para todos os adultos entre 27 e 45 anos, mas reconheceu que algumas pessoas que não são adequadamente vacinadas podem estar em risco de nova infecção pelo HPV e podem se beneficiar da vacinação nessa faixa etária; portanto, o ACIP recomendou a tomada de decisão clínica compartilhada em relação à potencial vacinação contra o HPV para essas pessoas.

A eficácia da vacina será menor em grupos etários mais velhos por causa das infecções anteriores.

Alguns adultos expostos anteriormente já desenvolveram imunidade natural. Neste caso, a vacina não traria nem benefício e nem prejuízo. Seria apenas um gasto financeiro desnecessário.

Outro fato é que o risco de uma nova exposição ao HPV diminui entre os grupos etários mais velhos.

Mas em qualquer idade, ter um novo parceiro sexual é um fator de risco para adquirir uma nova infecção pelo HPV.

As pessoas que mantêm uma parceria sexual mutuamente monogâmica a longo prazo provavelmente não adquirem uma nova infecção pelo HPV.

Se você tem mais de 26 anos, converse com seu médico sobre os possíveis benefícios e os seus riscos de uma nova infecção.

Avalie juntamente com seu médico os prós e contras sobre a vacinação contra o HPV após os 26 anos de idade.

A Vacina HPV é mais eficaz quando administrada antes da exposição ao HPV

Os adolescentes continuam sendo o foco mais importante do programa de vacinação contra o HPV. A vacinação contra o HPV é mais eficaz quando administrada antes da exposição a qualquer HPV, como no início da adolescência. 

Estudos indicaram que as vacinas contra o HPV são seguras e eficazes contra infecções e doenças atribuídas aos tipos HPV da vacina, com as quais os receptores não estão infectados no momento da vacinação.

Preciso fazer algum teste antes de me vacinar?

Nenhum teste de pré vacinação (por exemplo, exame de Papanicolau, captura híbrida para HPV, PCR para HPV DE ALTO RISCO, genotipagem) é recomendado para estabelecer se a pessoa deve ou não tomar a vacina. 

Nenhum teste clínico de anticorpos pode determinar se uma pessoa já está imune ou ainda é suscetível a qualquer tipo específico de HPV.

Gestantes podem tomar a vacina do HPV?

Para pessoas grávidas, a vacinação contra o HPV deve ser adiada até depois gravidez, no entanto, o teste de gravidez não é necessário antes da vacinação.

As pessoas que estão amamentando podem receber a vacina contra o HPV.

Porque não expandir a vacinação do SUS para adultos até 45 anos?

No contexto do programa existente, expandir a vacinação para adultos até os 45 anos de idade produziria benefícios adicionais à saúde relativamente pequenos e taxas de custo-efetividade menos favoráveis. Ou seja, seria um investimento financeiro enorme para um benefício muito pequeno.

Embora a vacinação contra o HPV seja segura para adultos de 27 a 45 anos, o benefício da população seria mínimo.

Resumo das recomendações para a vacinação do HPV

A vacina contra HPV é recomendada para crianças e adultos dos 9 aos 26 anos. 

O programa de vacinação pública oferece a vacina para adolescente entre 11 e 14 anos.

Apesar da rede pública efetuar a  vacinação somente após os 11 anos de idade, a vacina do HPV pode ser dada a partir dos 9 anos de idade. 

A vacinação contra HPV não é recomendada para todos os adultos com idade maior do que 26 anos.

As vacinas contra o HPV não são licenciadas para uso em adultos com idade superior a 45 anos.

REFERÊNCIAS

  1. MMWR / August 16, 2019 / Vol. 68 / No. 32 US Department of Health and Human Services/Centers for Disease Control and Prevention
  2. Ministério da Saúde e Instituto Nacional do Câncer. Diretrizes Brasileiras para o Rastreamento do Câncer do Colo do Útero. Rio de Janeiro: INCA, 2016.