Semana passada gravei um vídeo que deixou muitas mulheres bastante preocupadas, mas sem necessidade.

Expliquei que quando uma mulher está infectada pelo vírus do HPV, o seu exame de PCR ou Captura híbrida para HVP irá detectar o vírus, ou seja, será positivo para HPV.

Quando um novo exame para HPV é realizado, após o desaparecimento espontâneo da lesão ou após tratamento (quando necessário), existe grande possibilidade desse exame negativar, ou seja, o exame não mais detecte cópias virais.

Para relembrar, um teste de HPV negativo após uma infecção por HPV, pode ter 3 significados:

Latência do HPV

Aqui está o grande medo das mulheres, elas ainda terem uma pequena quantidade de cópias do HPV, que podem se reativar em algum momento de suas vidas.

Agora faço para você algumas perguntas:

Se você soubesse que seu organismo consegui eliminar todas as cópias virais e que você não mais está infectada pelo vírus do HPV. O que você faria de diferente?

Você iria parar de ir ao ginecologista e nunca mais realizaria seus exames preventivos?

Você iria parar de ter relações sexuais pelo resto da sua vida?

Ao se comparar com uma mulher que nunca soube ter HPV, você faria alguma coisa diferente dela?

Quem me garante que o exame negativo, dessa mulher que afirma nunca ter tido uma infecção por HPV, também não signifique um HPV na sua forma latente?

O que uma mulher que nunca teve HPV irá fazer diferente de você?

Talvez você ainda tenha uma vantagem em relação a essa mulher.

Você passou a ter um conhecimento muito maior sobre esse vírus.

Você reconhece realmente a importância de realizar seus exames preventivos para o câncer de colo do útero periodicamente.

Preventivo e PCR para HPV AR

Você não irá fazer nada de diferente em relação ao resto da população feminina que nunca soube ter uma infecção por HPV.

Você terá eu fazer seus exames preventivos periodicamente de acordo com as recomendações do seu ginecologista.

E quais os exames para prevenção do câncer de colo do útero?

Em resumo, esses exames se complementam.

Juntos, eles têm uma capacidade muito maior de fazer o diagnóstico de uma lesão por HPV, que quando tratada adequadamente irá evitar o desenvolvimento de um câncer invasor do colo do útero.

Seu ginecologista ao receber o resultado de um exame de preventivo alterado (ou normal) e um PCR (ou Captura híbrida) para HPV positivo, irá avaliar a necessidade de encaminhamento para o exame de colposcopia.

Esses exames salvam vidas. Não os deixem de fazer periodicamente.