É muito comum eu escutar das minhas pacientes no consultório a seguinte pergunta: “O que posso fazer para aumentar a minha imunidade e me ver livre do HPV?”

São várias as recomendações para aumentar a imunidade.

Entre elas podemos citar:

Enfim, são inúmeras as recomendações.

Mas hoje, irei conversar com o Prof. Dr. Roberto Simão, professor e pesquisador na área da Ciência do Esporte, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que irá nos falar sobre a melhora da imunidade relacionada a realização de exercícios físicos.

A prática de exercícios físicos é sempre benéfica a saúde?

A prática regular de exercício físico pode ser benéfica para a saúde, porém, o esforço e duração dos exercícios devem ser observados em sua prescrição, para que dele se obtenha melhores resultados.

Exercícios de elevada intensidade podem aumentar o risco de infecções?

De uma maneira geral, o exercício com duração em torno de 30 a 60 minutos, com a sensação de esforço de forma leve a moderada, promove proteção contra infecções causadas por microrganismos intracelulares, pois direciona a resposta imune para a predominância de células Th1.

Em contrapartida, atividades que possuam longa duração (mais de 1h e 30 minutos), e com sensação de esforço elevada durante a prática do exercício, geram aumento das concentrações de citocinas anti-inflamatórias (padrão Th2), visando diminuição dos danos no tecido muscular resultantes da inflamação, e isto pode resultar num aumento da susceptibilidade a infecções.

Qual a melhor modalidade de exercício para aumento da imunidade?

A prescrição mais popular e razoável para a forma física é a prescrição do treinamento aeróbico.

Comece a praticar exercícios aeróbicos, como a caminhada por exemplo, pelo menos 3 vezes por semana, e a intensidade deve ser pela sua sensação de esforço, comece devagar e de forma que sinta-se confortável.

Trinta minutos diários já são suficientes para causar melhora na condição de saúde.

Em adição ao condicionamento aeróbico, um programa de exercício também deve incluir atividades que permitam ao músculo aumentar a força e atividades que auxiliem a firmeza e o equilíbrio, conhecida como musculação.

Os alongamentos também são importantes, não se esqueça deles, e sempre respeitando também a sensação de esforço, ou seja, faça alongamentos de forma leve a moderada, principalmente se for um iniciante.

Uma palavra as pessoas sedentárias e quais os benefícios psicológicos do exercício físico?

Lembre, um estilo de vida sedentário, promove uma pior condição de saúde na sua qualidade de vida, e consequentemente é observado uma taxa de mortalidade mais elevada devido as comorbidades associadas a um estilo de vida não saudável, dentre as quais podemos destacar:

  • Hipertensão
  • Diabetes
  • Doenças pulmonares
  • Osteoporose.

Resumindo: manter se ativo fisicamente, promove um menor risco de mortalidade e uma melhor condição de saúde.

Outro grande benefício da realização de exercícios físicos regulares é o bem-estar psicológico que este tipo de atividade pode trazer.

Os benefícios psicológicos são inúmeros. Uma pessoa mais ativa terá níveis elevados do sentimento de bem-estar, o que é muito importante para melhora da imunidade.

Como iniciar um programa de exercícios?

Normalmente as pessoas perguntam como iniciar um programa de exercícios, e qual o melhor exercício para a saúde.

A resposta para qual o melhor exercício é bem simples, faça o que tenha prazer em realizar.

Pode ser uma simples caminhada, ou realizar os exercícios com pesos em salas de musculação.

O importante é fazer, e depois com o tempo, ter equilíbrio entre três componentes do fitness: Aeróbico, força e flexibilidade.

Como iniciar? Sempre consultar um médico antes de iniciar uma rotina de exercícios, para verificar sua condição de saúde, e após essa avaliação, é importante um professor de educação física orientar a prescrição dos exercícios.

Mexa-se, essa é a palavra chave da saúde.

Muito obrigado Prof. Roberto Simão pelas suas explicações.

Roberto Simão

Prof. Roberto Simão

Roberto Simão é um dos maiores nomes da Educação Física no mundo. Como pesquisador, possui 293 artigos científicos publicados, sendo o maior pesquisador na área de treinamento de força na América Latina.

Faça seus exames Regularmente